sexta-feira, 13 de março de 2015

MEDITAÇÕES IX




Compreender é o prelúdio da compaixão.

Quem compreende não alimenta o conflito,
pois a fome que o instiga se saciou.

Quando compreenderes que o teu semelhante
sonha com o mesmo rio,
anseia pela mesma flor
e busca o mesmo fruto,
as fúrias a ele direccionadas
de súbito cessarão.

Tanto quanto a ele o és,
também ele é o teu reflexo,
a tua extensão
– apenas se cobre doutros mantos
e ostenta outras máscaras.




PBC.





(Fonte: www.pintarest.com)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.