quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

MEDITAÇÕES VII



Tolo aquele que intenta,
com as suas próprias mãos,
derrubar a árvore frondosa.

Mesmo que a tentasse golpear
com o instrumento adequado,
no primeiro ensaio
não conquistaria o seu desejo.

Na milésima investida,
aquele que usou as mãos
nada terá conseguido –
somente frustração, cansaço e ira.

No milésimo golpe,
quem ostentou o instrumento certo
terá assistido à concretização
do seu intento profundo.

A teimosia não compensa:
é fonte de amarguras.
A persistência é uma arte
capaz de colher doces frutos.




PBC. 






(Fonte: www.pinterest.com)



Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.