terça-feira, 24 de maio de 2011

Superação

Ao longo de todo este Caminho, sempre disponível para aqueles que o quiserem percorrer, inúmeras são as tentações, os afamados “testes de fé” (de tão árdua superação) e os vis elementos que pretendem sempre derrubar as muralhas da certeza e da bem feitoria – mas tudo possui um intuito de luz, isto é, de supremo entendimento e resolução (ou, pelo menos, é nisso que muitos de nós verdadeiramente escolhem acreditar). Há em nós uma Força que provém de algo imensamente superior aos demais elementos visíveis e invisíveis que nos rodeiam, um impulso que, quando descoberto e accionado, eleva todo o moral e a firmeza do mais susceptível dos caminhantes. E, para tal, bastará suportar cada intempérie sem jamais desistir, mantendo-nos firmes em nosso propósito, em nosso ideal maior e em nossas certezas que, ultrapassada a barreira apresentada, sairão reforçadas desse exercício. Mas atentem, cuidadosamente, nas vias de interpretação da palavra “suportar”, acima utilizada. Passo a clarificar: todos nós sentimos, amamos, sofremos, rejubilamos e choramos – essas são as belezas de cada viagem e acompanhar-nos-ão sempre, até que a jornada finde, pelo que jamais me referiria, quando elegi tal palavra, a uma frieza, negação ou repressão de qualquer sentir! A aceitação é uma das mais mágicas formas de superação! Para além da crença, de uma força firme e serena ou da metamorfose de comportamentos e elementos (numerando apenas alguns exemplos).

Assim, erguidos como quem confia e entende os segredos do Caminho, prontos a espalhar as sementes pelos desenvolvimentos diários, alcançaremos uma nova etapa em nossa jornada após a derradeira superação de nossas provações. Inabalável e imperecível, como rochedos benévolos, chegaremos juntos a uma nova manhã, prontos a reafirmar tudo o que, para nós, é objectivo de vida e de existência. Pelo menos, é nisso que escolho verdadeiramente acreditar.


Pedro Belo Clara.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.