quarta-feira, 17 de junho de 2015

MEDITAÇÕES XVII



Que sabemos nós das estrelas?
Do que palpita, seguro,
sob as formas que os olhos vêem?

O amor que sabemos
implora gestos para que viva.
Só ama se amado.

Foi a melhor semente
que soubemos lançar à terra.

E a flor, na vez de dentro,
cresceu para fora.




PBC.








(Fonte: amc-nh.org)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.