sexta-feira, 3 de julho de 2015

MEDITAÇÕES XIX



A verdade de cada coisa
é como um pequeno sol:
cega o olhar
que súbito a ele torna.

A verdade de cada coisa,
por ferir o que julgas teu,
é raiz de injurias e proscrições.

A mentira, porém,
é como dormitar na sombra
fresca da oliveira gentil.

Aquele que dorme
tarda em despertar.
Aquele que se cega
aprende a ver.



PBC.








Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.