segunda-feira, 26 de março de 2012

É gélido o vento que sibila pelas montanhas (declamação)

Da série “De um Tempo em ruínas”, aqui fica a declamação de mais um de seus poemas. Confiram e… desfrutem. Abraços. 








Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.